à mão de semear com….Tamara (Rice and Love)

with Sem comentários

Setembro é sem dúvida um mês de regressos. Regressa a rubrica à “mão de semear “ e vamos ter mais convidadas em breve, fica prometido. Relembro que esta rubrica pretende facilitar a partilha de experiências, conhecimentos e práticas que possam acrescentar valor e inspiração para vocês. Experiências e conteúdos relacionados com hortas urbanas, alimentação, jardinagem ecológica e acima de tudo, projetos que de alguma forma estão associados a um estilo de vida mais “eco-frendly”!

Esta semana, quem partilha as suas experiências maravilhosas é a Tamara, do projeto que vale mesmo a pena conhecer: Rice and Love.

Rice and Love – Alimentação Natural é um projeto dedicado à alimentação e estilo de vida natural e macrobiótica criado pela formadora e consultora Tamara Cavaleiro. Após ter deixado o seu trabalho como Farmacêutica em 2015, abraçou a tempo inteiro a alimentação e saúde natural, facilitando workshops de cozinha 100% vegetal, cursos, palestras. Colabora ainda com restaurantes e dá consultas de orientação alimentar.”

À mão de semear com…Tamara do Rice and Love

1. Se tens ou tivesses uma horta, o que nunca poderia faltar? O que gostarias de ter sempre à mão de semear?

“Muitas ervas aromáticas. Salsa, coentros, manjericão, orégãos, alecrim, tomilho, cebolinho, hortelã, salva louro e por aí fora! São uma verdadeira paixão, para não falar dos benefícios para a nossa saúde! Sou capaz de comer um molho de coentros ou de salsa à dentada! 

Também não dispensava cenouras, beterrabas, rabanetes, couves de todo o tipo, outros vegetais de folha bem verde, abóboras, rúcula, frutos vermelhos e limões.”

2. Para ti, quais são as maiores vantagens de cultivar alimentos em casa?

“São muitas!! Já vivi numa casa com horta e muitos dos meus fins-de-semana de criança foram passados entre hortas e pomares. É maravilhoso poder colher os legumes que vamos confecionar ou, já no final de um cozinhado, poder dar um pulo ao jardim e apanhar uma aromática para dar aquele toque especial. 

Recordo-me com saudade dos lanches que fiz debaixo de uma figueira ou sentada num ramo de uma macieira ou de um pessegueiro. É delicioso e terapêutico para o corpo, mente e espírito! Para mim, as principais vantagens são a proximidade, a frescura dos alimentos (dá para sentir o cheiro e o sabor como nunca), a qualidade, o contacto com a terra e com as leis da natureza, a ligação que criamos com o alimento e a possibilidade de completarmos o ciclo natural fazendo a compostagem dos nossos resíduos orgânicos.

É muito interessante, também, repararmos naquilo que cresce espontâneamente à nossa volta. No local onde vivemos ou no nosso jardim. Por vezes, são plantas que desconhecemos e não entendemos o porquê de estarem a crescer ali mas acredito que são, na verdade, um dos remédios que nos pode ajudar! A Natureza é sábia, o nosso corpo é sábio, só temos que respeitar e nutrir a ligação com esta nossa “mãe”. De momento. Não tenho um pedaço de terra ao pé de casa (algo que pretendo mudar em breve), contudo tenho alguns vasinhos com ervas aromáticas que me deixam com um sorriso só de olhar para eles!”

3. Consideras que uma alimentação mais consciente e alguns estilos de vida mais sustentáveis podem melhorar o mundo? De que forma ?

“Sim, acredito muito nisso! Aquilo que escolhemos colocar no prato tem um impacto ao nível do nosso corpo físico, mental, emocional, espiritual. Tem ainda um impacto ambiental, económico, político, social, etc. Comer de forma consciente pode mesmo mudar o mundo pois interfere com tudo! Até com os aspectos menos visíveis da vida! Uma alimentação mais consciente e natural torna-nos mais sensíveis, mais íntegros, mais equilibrados emocional e mentalmente, mais bem humorados e muito mais!

Quando escolhemos comprar um produto local, da época, de comércio justo e produzido de forma ecológica, conseguimos não só retirar benefícios para a nossa saúde, como também respeitar e proteger a natureza e contribuir para a economia local.

Por vezes, achamos que os nossos pequenos contributos não vão fazer qualquer diferença mas, se todos dermos pequenos contributos, todos juntos podemos realmente fazer a diferença! Além disso, não deveríamos nós ser a mudança que queremos ver no mundo, como disse Gandhi?

Algumas das práticas que podemos adoptar para fazer deste um Mundo melhor:

  • Praticar uma alimentação que privilegie alimentos naturais, locais, da época, de origem vegetal e produzidos sem pesticidas;
  • Reduzir o uso de plástico (utilizando sacos de pano, comprando a granel e optando por produtos sem plástico alternativos aos convencionais);
  • Reduzir o consumo de carne;
  • Reduzir o consumo de lacticínios;
  • Comprar menos e Reutilizar mais ou comprar em 2ª mão (utensílios, roupas, calçado, etc.);
  • Reciclar;
  • Ter a própria horta (sem o uso de pesticidas);
  • Fazer compostagem;
  • Usar menos o veículo próprio e “dar” mais boleias;
  • Usar de forma responsável a água e a eletricidade;
  • Procurar os produtos de comércio justo;
  • Cuidar da Natureza como cuidamos da nossa casa/jardim;
  • Assumir a responsabilidade pela própria vida;
  • Ter mais compaixão, respeito e generosidade pelos outros;
  • Sorrir mais!

4. Uma sugestão de receita que queiras sugerir…

“A receita de uma tarte naturalmente doce que me deixa com água na boca só de pensar! A crocância da base com a suavidade e sabor do recheio fazem as minhas delícias. Espero que as de quem a experimentar também! “

A Tamara partilha ainda um texto que resume os grupos alimentares base para uma alimentação naturalequilibrada e de base vegetal,

Espero que tenham gostado desta partilha e das sugestões da Tamara. Portanto, espreitem o seu espaço web, Rice and Love e cultivem bons sabores na horta e na cozinha! 🙂

Se quiserem ficar a par de todas as novidades por aqui, façam a inscrição da minha Newsletter. Se gostaram deste artigo, não esqueçam de partilhar com os vossos amigos. Sigam ainda as nossas redes sociais no Facebook, no Instagram e no Youtube.

Susana Caseiro

Leave a Reply

Cultivos da Época- saibam o que plantar em cada mês - 

Subscrevam a newsletter e recebam gratuitamente um calendário mensal com as variedades de legumes, ervas aromáticas, flores e frutos para plantar!

O seu consentimento é importante...