suculentas – guia de cuidados básicos

with Sem comentários
echeverias

A moda das suculentas veio para ficar. Atrevo-me a dizer que é daqueles vícios que se explica e entende facilmente. Esta afirmação tem por base a minha experiência, pois fiquei imediatamente fã, logo depois de ter as primeiras duas ou 3 variedades. É realmente fácil entender porque nos apaixonam tanto estas pequenas carnudas e coloridas.

São resistentes e de fácil manutenção, sendo bem menos exigentes que as restantes plantas. A forma de mantermos as suculentas saudáveis passa por replicar da melhor forma possível, o seu habitat natural.

Neste artigo, pretendo partilhar o guia básico de manutenção destas plantas, pois ainda que sejam menos exigentes, necessitam de atenção. Como proporcionar as condições ideias de crescimento, como regar e como mudar as plantas de vaso, são os tópicos principais.

crassula

Condições ideais de crescimento de suculentas – luz e temperatura

É do conhecimento geral que os catos e suculentas adaptaram-se a viver em climas quentes e secos. Como disse em cima, a melhor forma de manter as suculentas saudáveis, passa por replicar o seu habitat natural. Assim, de um modo geral, um parapeito de janela, com bastante exposição solar, é suficiente. Neste caso, devem rodar as plantas a cada 2 a 3 semanas, para evitar que fiquem estioladas (cresçam à procura da luz).

Contudo, importa salientar que existem algumas que apreciam e toleram melhor a exposição solar plena, e outras nem tanto, preferindo a meia sombra.

Durante os meses de verão, necessitam de boa ventilação, por isso se as tiverem dentro de casa, devee ter em conta esta questão. É importante que lhe possamos simular as estações de crescimento (início da primavera até meados de outono) e as de dormência (meados de outono até início da primavera).

Como e quando regar as suculentas

A partir do início do outono devemos começar a diminuir a quantidade de rega, em preparação para o inverno. Isto vai permitir que as plantas reforcem os seus tecidos e se tornem menos ativas para fazer frente às temperaturas baixas e à humidade do inverno, quando se aproxima o período de dormência. Assim, no inverno, devemos regar apenas 1 vez por mês.

No início da primavera, que representa a fase de crescimento, devem aumentar as regas, fazendo-o de modo gradual. Neste caso, podemos aplicar a regra de regar 1 vez por semana, permitindo que o solo seque entre as regas. A quantidade de água deve ser abundante, até poder ver a água transbordar do vaso. Depois de deixar sair o excesso, devemos regar apenas quando o substrato estiver seco.

Como e quando mudar de vaso!

Mudar de vaso é algo muito simples, mas pode sempre gerar algumas dúvidas. Quando e como devo fazer a mudança de vaso das minhas suculentas e cactos, pode ser eventualmente a questão mais recorrente. Quando as plantas nos parecem saudáveis e a crescer, não devemos mudar de vaso. Nesse caso, não existe motivo para lhe causar “stress”.

Quando necessito mudar de vaso?

  • Percebemos a necessidade quando a nossa planta está grande para o vaso onde está.
  • Quando a planta parece infeliz, mas não se compreende que exista qualquer praga ou outra razão. É importante fazer a mudança para verificar as raízes e encontrar o motivo dela não crescer. Com o tempo, a planta vai consumindo os nutrientes do substrato, assim recomenda-se uma mudança de substrato anual, especialmente no caso de plantas mais jovens.
  • Se for fazer a mudança de vaso, deve ser feita preferencialmente no início da primavera, quando a planta inicia o seu crescimento.
cactos

Como mudar de vaso – Ferramentas necessárias

  • luvas de jardinagem
  • vasos
  • substrato adequado
  • pá de jardinagem pequena
  • cascalho decorativo
  • pincel para limpar

Como fazer?

  • Retirar a planta do vaso, pressionando ligeiramente para se soltar
  • Retirar o máximo de substrato das raízes da planta que vai mudar
  • Escolher o vaso mais apropriado para a replantação
  • Fazer uma boa camada de drenagem e preencher metade do vaso com substrato adequado
  • Colocar a planta no novo vaso e utilizar a pá para preencher com substrato os restantes espaços vazios
  • Por fim, cobrir o topo dos vasos com cascalho ou pedras decorativas.
  • Nota: se for manusear um cacto, deve utilizar as luvas e ainda um pedaço de papel ou cartão dobrado par poder servir de pega destas plantas.

Deixo algumas fotos da minha (ainda pequena) coleção de suculentas. Prometo em breve voltar com mais conteúdos sobre estas “pequenas lindezas”!

suculentas
suculentas - echeveria

Vejam ainda este artigo com sugestões de oferta de presentes verdes, onde partilho ideias de caixas e vasinhos de suculentas com mensagens.

Se gostaram deste artigo, partilhem com os vossos amigos e comentem se surgiram dúvidas ou quiserem sugerir mais temas específicos sobre suculentas.

Façam bons cultivos!

suculentas

Leave a Reply

Cultivos da Época- saibam o que plantar em cada mês - 

Subscrevam a newsletter e recebam gratuitamente um calendário mensal com as variedades de legumes, ervas aromáticas, flores e frutos para plantar!

O seu consentimento é importante...