Saladas de inverno: 4 variedades para cultivar

with Sem comentários

São imensas as razões pelas quais escolho cultivar algumas das minhas saladas preferidas, mas sem dúvida que uma das principais é o fato de estarem sempre disponíveis para colher e acompanhar com qualquer prato. Uma maravilha, porque assim colhemos apenas o que é necessário e com uma frescura incomparável.

 

Cultivo várias variedades durante as quatro estações, mas existem sempre as mais adequadas para cada estação do ano. No Inverno, sugiro estas 4: alface, rúcula, rabanetes e espinafres.

Deixo em baixo algumas dicas de cultivo destas variedades, que podem escolher para semear ou plantar.

As saladas mais fáceis de cultivar no Inverno

1. Alface

saladas-de-inverno-alface

A alface é daquelas que nunca falta no nosso jardim. É adequada para plantar em todas as estações. Durante os meses mais frios, e dependendo da zona geográfica, pode ser necessário proteger do frio, mas aguenta bem as baixas temperaturas, com o único senão de crescer mais lentamente.

A alface é uma planta anual, sendo uma hortícola que podemos cultivar e consumir durante todo o ano. Lisa, frisada, verde ou roxa, existem diversas variedades, organizando-se em 4 tipos principais, cabeças de manteiga, alfaces romanas, cabeças frisadas e alfaces de folhas soltas. Apesar do seu valor nutritivo baixo, a alface deve ser apreciada pelas suas qualidades dietéticas, sendo rica em vitaminas e sais minerais como cálcio e ferro.

É muito fácil de cultivar desde que o solo possa reter facilmente humidade para evitar que a planta seque. Vejam aqui, algumas dicas práticas para plantar alface em vaso.

Outras dicas importantes

Pode se plantada conjuntamente com grande variedade de outros legumes, fazendo boa associação de cultivo com beterraba, cenoura, couves, pepino, favas, feijão, nabo, morango, cebola, alho-francês, ervilha e rabanetes.

Para controlar as ervas daninhas e manter o solo húmido deve proceder-se ao empalhamento ou mulching.

 

2. Espinafres

saladas-de-inverno-espinafres

Os espinafres são extremamente versáteis, em sopas ou saladas. São ricos em cálcio, ferro e magnésio, sendo assim um daqueles cultivos que gosto de ter para colher durante o ano todo.

São plantas herbáceas anuais. A variedade mais indicada para cultivo de Inverno e que fica bem em saladas é a variedade conhecida “gigante de Inverno”. Para salada escolho as folhas mais jovens. As mais desenvolvidas ficam para outros pratos.

Os espinafres não gostam de ser transplantados. Para ter sucesso, é aconselhável semear diretamente no local definitivo. Esse local deve ser soalheiro mas fresco e com bastante matéria orgânica. Gostam de bastante humidade, devendo para isso cobrir a terra com uma camada de mulching.

Outras dicas importantes

Semear direto no local definitivo com distância entre linhas de 20 cm.

A temperatura óptima de crescimento é de 15 ºC- 20 ºC e um pouco superior para germinação. Assim, nesta altura o ideal é escolher cultivar em estufa ou local abrigado.

 

3. Rúcula

saladas-de-inverno-rucula

A rúcula é naturalmente rica em antioxidantes, como vitamina A e C, e é também uma fonte de cálcio e ferro. Com sabor intenso, levemente amargo e picante.

É uma planta herbácea anual e tem ciclos de cultivo curtos, preferindo ser semeada directamente em local definitivo. Cresce melhor em um clima ameno, com temperaturas em torno de 15 a 22°C, mas aguenta bem o frio.

Outras dicas importantes

Regar com frequência para que o solo seja mantido sempre húmido, mas sem ficar encharcado.

A colheita da rúcula pode ser feita a partir de 20-30 dias, colhendo apenas as folhas bem desenvolvidas.

 

4. Rabanetes

saladas-de-inverno-rabanetes

Os rabanetes são um legume de raiz da família das cenouras que germinam entre 5-10 dias e têm um crescimento muito rápido (cerca de 30 dias, estão prontos). É verdade que gostam mais de tempo ameno (como a maioria das hortícolas) mas aguentam bem o frio. Rico em imensos nutrientes benéficos para a saúde, é fonte de fibras, que promovem a sensação de saciedade ao organismo e ajudam por isso a controlar o apetite.

Gostam de solos frescos e ricos em nutrientes. Após germinação, quando a planta tiver 2 a 3 folhas, devem desbastar, ou mondar para que tenha um bom desenvolvimento, deixando um espaçamento superior a 3 cm entre plantas.

Outras dicas importantes

Semear preferencialmente em local definitivo com distância entre linhas de 20 cm. Gostam de locais com boa exposição solar ou meia sombra.

 

Cultivar as nossas saladas é mais sustentável!

Para quem gosta de incluir saladas na sua alimentação, compensa cultivar algumas folhas continuadamente no jardim, além do benefício que tem em evitar ou reduzir a produção de alguns resíduos (plásticos, sobretudo). Não quero dizer com isto que tenhamos que ser auto-suficientes, mas se conseguirmos reduzir as necessidades, já está óptimo!

Para quem tem pouca experiência, cultivar estas variedades para saladas é bastante simples e gratificante, sobretudo nestes meses mais frios. Não há desculpas, mesmo com pouco espaço, podem fazer uma mistura de sementes ou plantas num vaso e ir cortando conforme necessidade.

 

Se gostaram deste artigo, não esqueçam de partilhar com os vossos amigos, a Caseiro agradece! 🙂

Susana

 

Guardem este Pin!

Follow A Caseiro:

Sou a Caseiro e amo cultivar! Todos os dias cultivo alimentos, mas também experiências novas que me enchem a alma.

Leave a Reply

Cultivos da Época- saibam o que plantar em cada mês - 

Subscrevam a newsletter e recebam gratuitamente um calendário mensal com as variedades de legumes, ervas aromáticas, flores e frutos para plantar!

O seu consentimento é importante...