Malaguetas: piri-piri e conserva no vinagre

with Sem comentários

piri-piri caseiro de malaguetas

Gosto particularmente de cultivar malaguetas na horta ou mesmo no meio do jardim. São fáceis de manter e trazem imensa cor à horta. O seu cultivo tem ainda outros benefícios em termos de conssociações favoráveis de cultivo (repelem algumas pragas).

Este ano cultivei mais de 4 variedades diferentes de malaguetas e a colheita foi bastante abundante.

Durante o Verão, prefiro utilizar as malaguetas frescas e vou colhendo conforme a necessidade. Quando fiz a colheita, no início de Outono, deixei algumas frescas para ir gastando (conservando num saco plástico, no frigorífico). As restantes decidi secar para poder conservar durante mais tempo (ainda restam algumas). Passado uns 15-20 dias da colheita, decidi fazer duas receitas que a minha avó e a minha mãe sempre fizeram: conservar no vinagre e utilizar para acompanhamento e marinadas e o famosos piri-piri caseiro.

 malaguetas

malaguetas saudáveis

Piri-Piri caseiro – receita da minha avó

Ingredientes e utensílios necessários:

Malaguetas secas
Azeite
Frasco de vidro

    1. Cortar algumas malaguetas  e adicionar algumas inteiras dentro do frasco
    2. Encher com azeite ligeiramente aquecido até ao topo do frasco
    3. Colocar em seguida num local escuro e seco
    4. Agitar a cada 2-3 dias verificando o nível do azeite (Muito importante que não fiquem malaguetas em contacto com o ar.)

Armazenei na despensa (local fresco e seco) por algum tempo. Passados uns 15-20 dias estava pronto. Conserva-se durante 2-3 meses, podendo aumentar o tempo de conservação se colocado no frio.

Malaguetas no vinagre

Ingredientes e utensílios necessários:

Malaguetas frescas
Vinagre de vinho branco ou tinto
Sal grosso
Frasco de vidro

    1. Lavar as malaguetas e deixar secar
    2. Colocar as malaguetas inteiras no frasco de vidro
    3. Encher com vinagre de vinho branco até ao topo do frasco (pode ser utilizado vinagre de vinho tinto)
    4. Colocar aproximadamente 1 colher de chá de sal para 250 ml de vinagre
    5. Por fim armazenar num local escuro e seco

Conservam-se aproximadamente durante 6 meses

*Uma nota importante: não esquecer que os frascos utilizados nestas preparações devem estar devidamente esterilizados. Para esterilizar as garrafas, fervi em água durante 5 minutos. Depois levei ao forno mais uns 3 minutos para ficarem bem secas, sem vestígios de gotículas de água.

Espero que gostem das receitas da minha avó e partilhem comigo as vossas experiências na horta e na cozinha!

 

Tenho ainda uma sugestão!

Aprenda a substituir sal por ervas aromáticas e a usar alternativas saudáveis e mais naturais participando no workshop (utilizações condimentares e medicinais).

[cliquem na imagem para mais informações]

Follow A Caseiro:

Sou a Caseiro e amo cultivar! Todos os dias cultivo alimentos, mas também experiências novas que me enchem a alma.

Leave a Reply

Cultivos da Época- saibam o que plantar em cada mês - 

Subscrevam a newsletter e recebam gratuitamente um calendário mensal com as variedades de legumes, ervas aromáticas, flores e frutos para plantar!

O seu consentimento é importante...