Morangueiros – guia de problemas e soluções

Os morangos devem ser um dos frutos vermelhos mais cultivados em casa. Podem ser cultivados numa varanda ou pátio, sem necessidade de muito espaço.

É um cultivo relativamente fácil e muito apreciado por miúdos e graúdos. Se tiver em conta alguns cuidados de manutenção, consegue colher os seus morangos desde a Primavera até ao Outono.

Se vai iniciar a sua horta, conheça o meu Curso online Horta Urbana (veja aqui todos os cursos)

Alguns cuidados de manutenção importantes!

A maioria das doenças e pragas que atacam os morangueiros podem ser tratados quando os sintomas aparecem. No entanto, a prevenção torna-se muito importante, já que existem algumas doenças que obrigam ao arranque e eliminação completa da planta.

Os morangueiros são plantas suscetíveis à falta de água (não gostam que o solo ou substrato sequem). Preferem solos que retenham alguma humidade, mas que não encharquem. Assim, um cuidado de manutenção muito importante neste cultivo é a aplicação de “mulching” ou cobertura de solo, já que ajuda a prevenir a evaporação da água e mantém os frutos mais limpos. Veja neste vídeo como fazer e aplicar a técnica do mulching em toda a horta.

Pode ter ainda interesse nestes artigos e vídeos sobre o cultivo de morangos:

Mulching-nos-morangueiros

Guia de problemas (mais comuns) e soluções dos morangueiros

As plantas de morangueiros podem ser atacadas por fungos, vírus, ácaros, bactérias e diversas pragas comuns como afídeos. Tanto as pragas como doenças, podem afetar o fruto, flores, folhas, raízes e caules dos morangueiros, podendo causar a morte de toda a planta (dependendo da situação).

Para que possa prevenir e tratar eficazmente os problemas deste cultivo, veja o guia prático em baixo com a indicação das 7 pragas e doenças mais comuns.

1. Oídio – doença provocada por fungos

Sintomas: aparecem manchas pulverulentas de cor branca ou acinzentada nas folhas (doença do oídio). Pode provocar enrolamento dos bordos das folhas para cima, deformações e necroses. O fruto também pode apresentar os mesmos sintomas.

Prevenção e controlo: 

  • Não plantar os pés de morangueiros muito juntos uns dos outros
  • Fazer rotação de culturas
  • Associar o cultivo com outras plantas, tais como, alface, alho-francês, alho, espinafres
  • Na rega, evitar molhar em demasia as folhas
  • Ao aparecerem os primeiros sintomas devem eliminar-se as folhas e os frutos atingidos
  • Pulverizar as plantas atacadas com uma solução à base de camomila, canela e cavalinha

2. Antracnose – doença provocada por fungo

É um problema conhecido mais vulgarmente por mancha negra do morangueiro.

Sintomas

  • Nos frutos aparecem umas manchas circulares, necróticas e deprimidas.
  • Na região da coroa, aparecem umas manchas na parte interior do rizoma (conjunto das raízes)
  • As folhas tornam-se castanhas, o que pode provocar a seca da planta e posterior morte 
  • As flores, quando atacadas tornam-se necróticas. 

Prevenção e controlo: a aplicação de um fungicida natural ou biológico pode ser suficiente no entanto, quando os sintomas se alastram a muitas plantas o melhor será eliminar e destruir as plantas doentes. 

3. Podridão cinzenta  – doença provocada por fungo

Sintomas

  • Podridão em frutos verdes e maduros; 
  • Aparece uma massa de cor cinzenta e consistência mole, nos frutos;
  • Pode afetar toda a parte aérea da planta (pecíolos, folhas, botões florais, pétalas e pedúnculos), em condições favoráveis (temperatura entre os 18-25 ºC e humidade relativa superior a 80%).

Prevenção e controlo: 

  • Eliminar todas as partes atacadas pelo fungo, principalmente os frutos.
  • Evitar o excesso de fertilização azotada.
  • Quando o ataque se torna muito severo, deve proceder à aplicação de um fungicida natural ou adquirir produtos homologados para agricultura biológica.

4. Ácaros (praga do aranhiço vermelho)

Há vários tipos de ácaro, sendo o aranhiço vermelho o ácaro mais comum nos morangueiros.

Sintomas: Os sintomas são mais visíveis na página inferior das folhas e pecíolos. Estas pragas minúsculas atacam os tecidos e sugam o conteúdo celular, dando origem ao aparecimento de cloroses (as folhas ficam mais amarelas) ou de manchas bronzeadas. Também pode ser visível a formação de teias que a praga forma para se proteger das condições adversas.

Prevenção e controlo: 

  • Proceder à limpeza de infestantes e restos de culturas anteriores
  • A fertilização deve ser equilibrada
  • Pulverizar as plantas atacadas com uma solução à base de alho, malagueta, cebola e sabão. Pode ser aplicados acaricidas ecológicos autorizados em agricultura biológica.

5. Afídeos (praga – piolho ou pulgão)

Os afídeos são insetos picadores e sugadores que se alimentam da seiva das plantas, competindo com estas pelos nutrientes disponíveis. 

Sintomas

  • Os piolhos ou pulgão são normalmente fáceis de identificar. Preferem colocar-se nas face inferior das folhas mas também podem atacar as partes mais tenras (flores e caules)
  • Aparece uma substância melada nas folhas; esta substância vai servir de alimento a um fungo que produz uma camada negra (fumagina). Quando as folhas são cobertas por fumagina, a planta perde a capacidade de fazer a fotossíntese e por isso, perde vigor e pode morrer.

Prevenção e controlo: 

  • Não fertilizar excessivamente em azoto
  • Proceder à colocação de cobertura de solo (mulching)
  • Eliminar infestantes
  • Incluir na horta plantas que atraem organismos auxiliares, nomeadamente, joaninhas. 
  • Pulverizar as plantas atacadas com uma solução à base de alho ou de folhas de tomate.

6. Mosca-branca (praga inseto voador)

São várias as espécies de mosca-branca podem atacar o morangueiro mas a mais comum é a chamada mosca-branca-das-estufas.

Sintomas: Tal como nos afídeos, as moscas também produzem uma melada que leva ao aparecimento da fumagina. A planta fica, assim mais fraca e vulnerável ao ataque de outras doenças e pragas.

Prevenção e controlo: 

  • Plantar junto aos morangueiros, flores repelentes da mosca-branca, como por exemplo, as calêndulas
  • Remover e destruir das folhas velhas
  • Eliminar de restos de culturas e de ervas daninhas
  • Pulverizar as plantas atacadas com uma solução à base de sabão de potássio
  • Aplicar armadilhas cromáticas adequadas para este inseto

7. Pássaros

Os pássaros são uns apreciadores já bem conhecidos dos morangos. 

Sintomas: Para além de provocar a destruição do fruto, os pássaros também ajudam à disseminação de doenças e pragas.

Prevenção e controlo:  Não sendo fácil a sua prevenção, a técnica mais comum nas hortas é a utilização de mecanismos sonoros e brilhantes para afugentar os pássaros. Também podem ser adquiridas nas lojas especializadas umas redes próprias que se colocam sobre as culturas.


Se gostou deste guia prático de problemas e soluções, partilhe com amigos e familiares. Se tiver dúvidas, pode deixar um comentário ou enviar um email (susana@cultivosdacaseiro.pt). Até lá, desejo bons cultivos!

Slider

Guardem este Pin! (passem pelo meu pinterest)

2 thoughts on “Morangueiros – guia de problemas e soluções”

  1. Lorenne Barbosa

    Obrigada pelas dicas! Os meus morangos estão todos a nascer castanhos (podres?), será a podridão cinzenta que referiu? (embora não seja cinzenta…)
    Obrigada

    1. Olá Lorenne, obrigada eu! Pode ser sim, mas só vendo as fotos poderia dizer com certeza. Tente aplicar um fungicida para ver se melhora. Já tem no mercado várias opções seguras e ecológicas de produtos.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *