Como semear em viveiro

with Sem comentários

semear-em-viveiro

 

Com a chegada do frio, são muitas as variedades de sementes que tem alguma dificuldade em germinar no exterior (a temperaturas inferiores a 15 Cº). Contudo, se quisermos continuar com as nossas sementeiras, podemos sempre semear em viveiro. Em local protegido, é mais fácil controlar alguns fatores como a temperatura, a humidades, o tipo de substrato e a quantidade de alimento e água, fatores importantes para a germinação de sementes.

Vejam aqui o artigo sobre sementeiras diretas na horta

 

Muitas sementes necessitam de uma temperatura mínima para germinar. A maioria das vezes é suficiente manter um estufim protegido, mas por vezes pode ser necessário um propagador ou estufa aquecida.

Uma grande variedade de hortícolas quando semeadas em tabuleiros são colocadas a uma profundidade de aproximadamente 1 cm. Outras sementes, como feijão, ervilhas, abóboras, devem ser colocadas a uma profundidade de 2 a 3 cm. Como regra geral a profundidade da sementeira depende do tamanho da semente. Assim devemos cobri-las com substrato até 2-3 vezes o seu tamanho.

 

 

Materiais necessários para semear em viveiro

1. Vasos ou bandejas para germinar sementes

Os recipientes ou vasos escolhidos para germinar as sementes podem ser em diversos materiais. Podem optar por diversos tipos, mas os vasos de plástico são os mais baratos e mais fáceis de manter limpos, sendo os mais indicados para sementeiras.

Eu em particular gosto de poder aproveitar vários materiais e reutilizo pequenos vasos de plantas que transplantei. Utilizo também vulgarmente os vasos biodegradáveis que facilitam a tarefa de transplantação pois podem ser plantados diretamente na terra com as plântulas jovens no seu interior. Estes são ideais para o caso de plantas que desenvolvem raízes mais profundas, como por exemplo as ervilhas.

Pode ainda em alternativa, optar pela reutilização de diversas embalagens, nomeadamente de iogurtes ou mesmo rolos de papel higiénico.

 

2. Propagadores e germinadores

Existem no mercado germinadores que simulam o efeito de estufa. Os viveiros precisam de uma temperatura e humidade constantes e estáveis.

Os propagadores criam um microclima aquecido e devem ser cuidadosamente ventilados para prevenir o excesso de humidade e não provocar o apodrecimento das plântulas. Um exemplo de propagador simples é um saco de plástico transparente amarrado sobre um vaso de plantas ou tabuleiro. A função é criar um microclima quente e húmido no qual as sementes germinam mais facilmente. Alguns mais sofisticados têm elemento de aquecimento na base e um termóstato para regular a temperatura.

 

3. Sementes

As sementes devem ser indicadas para a época de sementeira de cada uma, respeitando o seu ciclo. Não vamos nesta altura semear os cultivos típicos de Outono, pois quando estivessem germinadas as plantas, estaríamos em pleno Inverno. Também não adianta fazer já as sementeiras típicas de Verão como por exemplo pimentos e beringelas, etc.. (esses faremos durante os meses de Inverno). É muito importante respeitar o ciclo de vida das plantas.  

Aconselho ainda a optarem sempre que possível por sementes que possam ter cultivado no vosso jardim, ou mesmo localmente por vizinhos. Em caso de compra, escolham as sementes de origem biológica ou biodinâmica. São mais resistentes e livres de tratamentos químicos para conservação.

Todos os meses, partilho o calendário de cultivo, com indicação do que podem plantar e semear, no exterior e em viveiro. Vejam aqui que pode semear em viveiro ainda este mês.

 

 

4. Subtratos adequados para sementeiras

Existem no mercado substrato específico para sementeira , eles são geralmente mais leves devido à sua porosidade, o que lhes permite funcionar como esponjas, evitando que encharque e mantendo as sementes arejadas. Devem evitar utilizar o solo, já que ele é muito compacto e geralmente contém bactérias e fungos que, apesar de serem inócuas para as plantas, podem ser letais para as sementes.

Os substratos para este fim devem ser preferencialmente adquiridos e recomendados para germinação. São habitualmente pobres em nutrientes, já que as sementes possuem o que é necessário para germinar. Após germinação, quando geram as suas primeiras folhas, devemos aplicar fertilizante, para incentivar o seu desenvolvimento vegetativo.

 

5. Fertilizante líquido

Não é necessário fertilizar antes de semear, os substrato já têm o que é necessário. Esta necessidade acontece apenas quando as sementes brotam as primeiras folhas. Nesta fase, é importante fertilizar para fornecer nutrientes para as plantas jovens. Alguns dias antes do transplante, devemos fazer uma fertilização para poder fortalecer as mudas e para que possam sobreviver à mudança, evitando ou minimizando o choque causado pelo transplante (mudar a planta de local).

 

Cuidados que deve ter no processo de transplantação

Depois das plantas desenvolverem algumas folhas (3 a 4 folhas), necessitam de ser mudadas para vasos individuais ou para a horta, respeitando o seu espaçamento e associações – vejam aqui como planear a horta. Durante este processo (transplantação), devem ter o cuidado de não danificar as raízes. Depois de transplantadas elas vão desenvolver o seu sistema radicular. Deixo algumas dicas importantes.

 

  • Não transplantar em horas de muito sol, pois vai fazer com que possam “murchar” sob o stress adicional de serem desenraizadas.
  • Deve molhar bem as plantas antes da transplantação, de modo a manter a terra o mais intacto possível de volta das raízes.
  • Se a terra estiver seca, reguem o local onde vão plantar devendo pressionar e ajeitar cuidadosamente a terra à sua volta.
  • Não esquecer de regar bem a terra e/ou substrato após transplantação da planta jovem, sobretudo nos primeiros dias após transplantação.

 

E vocês, já semearam em viveiro? Já germinaram as vossas mudas de hortícolas, ervas ou flores? Experimentem e partilhem com os mais pequenos da casa, eles vão certamente adorar. Espero que este artigo vos possa ajudar e vos incentive a semear!

Não se esqueçam de partilhar com os vossos amigos e façam bons cultivos! 🙂

A Caseiro

Follow A Caseiro:

Sou a Caseiro e amo cultivar! Todos os dias cultivo alimentos, mas também experiências novas que me enchem a alma.

Leave a Reply

Cultivos da Época- saibam o que plantar em cada mês - 

Subscrevam a newsletter e recebam gratuitamente um calendário mensal com as variedades de legumes, ervas aromáticas, flores e frutos para plantar!

O seu consentimento é importante...