ervas aromáticas em vaso: 5 erros comuns!

with 1 comentário

Cultivar aromáticas em casa tem despertado cada vez mais interesse na população e ainda bem! Quando me dizem que vão começar a cultivar, dizem-me igualmente que vão começar pelas ervas aromáticas. E certamente, plantar aromáticas em vaso, talvez seja uma escolha da maioria. Talvez pela falta de solo para plantar (jardim), ou pela facilidade que traz quando queremos trazer os vasos para perto da cozinha,

Deste modo, acrescem algumas dificuldades, sendo ainda natural cometer alguns erros. Diria que podemos listar vários, mas estes que vou enumerar são talvez os mais comuns!

aromáticas em vaso

1.Não transplantar os vasos que levamos para casa

Quando compramos uma planta aromática, no viveiro ou num supermercado, devemos saber que esta planta, está bem desenvolvida e com um aspeto saudável porque teve todas as condições de crescimento ideias, quer de temperatura, luz, nutrientes e água.

Contudo, se queremos manter esta planta por mais tempo, temos que transplantar para um vaso maior ( no mínimo entre 2 a 3 vezes o tamanho do vaso actual). Devemos adicionar um substrato adequado para o seu desenvolvimento saudável e não esquecer da necessidade de fertilizar temporariamente (na primavera e outono).

aromática em vaso

2.Plantar as aromáticas em vaso muito pequeno

Cada planta tem o seu ritmo de crescimento e de acordo com o grupo de ervas, pode necessitar de mais ou menos espaço. Quando refiro espaço, estou a considerar a área, mas ainda o volume de terra ou substrato para o seu crescimento saudável, mantendo por mais tempo o seu ciclo de vida.

Por exemplo, um alecrim ou tomilho precisam uma quantidade maior de substrato que um pé de salsa ou mesmo manjericão.

3.Plantar aromáticas em vaso sem drenagem adequada

Não é possível manter por muito tempo, uma planta plantada num vaso sem drenagem adequada. Ou fazemos um furo na parte inferior do vaso, ou o vaso tem porosidade que permita passar o excesso de água para o exterior.

Quando não existe drenagem adequada, vai acumular-se água nas raízes e provocar normalmente a asfixia ou apodrecimento.

aromáticas em vaso

4.Falta de exposição solar adequada

Este tipo de erro é muito comum para quem não tem varanda e tem que plantar dentro de casa, na cozinha por exemplo.

Existem duas opção, a primeira passa por escolher as variedades mais adequadas e facilmente adaptadas ao cultivo no interior. Outra opção passa por disponibilizar alguma luz artificial, dependendo das variedades e sobretudo nos meses de inverno.

cultivar em vaso

5.Não cortar de modo correto

Parece um pouco exagerado, mas não é. Cultivar aromáticas é simples e por vezes o erro mais comum é na hora de colher. É muito frequente esta dúvida quando vão colher manjericão, ou hortelã ou mesmo salsa. É habitual colocar esta questão, nos workshops que realizo e perceber que é uma das dúvidas mais comuns: como colher?

De um modo geral, para quase todos os grupos, o corte é feito de cima para baixo, a partir do segundo par de folhas, de modo a incentivar a renovação de novos caules. No caso da salsa, e de coentros, o corte deve ser feito na base do caule, junto ao solo.

ervas aromaticas

Partilhem este artigo se gostaram destas dicas. Comentem ainda sobre as vossas maiores dificuldades no cultivo de aromáticas em casa!

Se pretendem aprender mais sobre ervas aromáticas, espreitem o meu ebook e livro Jardim de Ervas Aromáticas.

Façam por ter bons cultivos!

Susana Caseiro

[cliquem na imagem para mais informações]

ebook jardim de ervas

One Response

  1. […] 5 erros comuns no cultivo de ervas aromáticas […]

Leave a Reply

Cultivos da Época- saibam o que plantar em cada mês - 

Subscrevam a newsletter e recebam gratuitamente um calendário mensal com as variedades de legumes, ervas aromáticas, flores e frutos para plantar!

O seu consentimento é importante...